VoyForums
[ Show ]
Support VoyForums
[ Shrink ]
VoyForums Announcement: Programming and providing support for this service has been a labor of love since 1997. We are one of the few services online who values our users' privacy, and have never sold your information. We have even fought hard to defend your privacy in legal cases; however, we've done it with almost no financial support -- paying out of pocket to continue providing the service. Due to the issues imposed on us by advertisers, we also stopped hosting most ads on the forums many years ago. We hope you appreciate our efforts.

Show your support by donating any amount. (Note: We are still technically a for-profit company, so your contribution is not tax-deductible.) PayPal Acct: Feedback:

Donate to VoyForums (PayPal):

Login ] [ Main index ] [ Post a new message ] [ Search | Check update time | Archives: 123456[7]8 ]


[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]

Date Posted: 11:28:34 10/12/01 Fri
Author: Vânea Rabelo
Subject: Apenas mais um esclarecimento!

Date Posted: 09:26:29 10/10/01 Wed

Tendo em vista ter sido eu a pessoa que lhes falou da estória do Miss Universo no Brasil, vejo-me obrigada a fazer mais alguns esclarecimentos, a fim de que a estória não fique parecendo "esquisita".

De acordo com o que me falou tanto o Alberto Torok quanto a Stephanie Pacheco, o Miss Universo sempre utilizou empresas especializadas para fazer a captação de locais (países) para realizar cada concurso. Esse trabalho sempre foi feito através de utilização de empresas contratadas para tal. Apenas em alguns casos a negociação é feita diretamente com a Organização Miss U.

Por outro lado, eles me afirmaram que a escolha dos países para vir a serem sedes dos concursos não tem, na maioria dos casos, nenhuma ligação com a coordenação local desses concursos, nem mesmo com o fato de esses concursos locais serem ou não bem sucedidos.

A coisa da escolha do pais sede está muito mais ligada, por exemplo, a interesses turísticos desse país, demonstrados pela via governamental, e à capacidade que tem esse país de poder arcar com os ônus da realização do concurso (segundo o Alberto, o valor estipulado para 2002 é de R$ 10 milhões - US$ 5 milhões em dinheiro e US$ 5 milhões em serviços).
Assim, a realização de cada concurso nacional é tratada por uma Diretoria (a Diretoria de Franquias Internacionais) e a escolha do local da sede de cada concurso por outra Diretoria, a de Marketing, que contrata empresas para fazer as captações.

Em suma, não importa à Diretoria que trata da captação do local se o concurso interno do país escolhido está bem ou mal das pernas. O que importa é que aquele país apresente um projeto turístico viável e que possa arcar com os ônus da realização do concurso.

Assim foi, por exemplo, em Chipre. O concurso nacional lá, pelo que fui informada, é insignificante. Mas o país tem um potencial turístico enorme e o governo pôde pagar o valor estipulado para sediar o evento.

Da mesma forma foi em Trinidad e Tobago, República Dominicana, Panamá, Namibia, El Salvador, etc., etc.
Pelo que repetiu várias vezes o Alberto, o Brasil possui o maior potencial turístico da América do Sul (Amazônia, Foz do Iguaçu, Cidades nordestinas, Rio, etc., etc.) e teria, se houvesse interesse de governantes e empresários, perfeitas condições de arcar com as os valores acima referidos.

De acordo com o que ele me falou também, a recuperação do concurso interno do Miss Brasil não fica sob a responsabilidade do setor de escolha das sedes do concurso, e sim sob a batuta da Diretoria de Franquias internacionais.

A escolha, portanto, do Brasil, para ser a sede do Miss Universo em 2002, estaria dependente do sinal verde de empresários brasileiros da área de turismo que pudessem pagar pela sua realização, e não pelo sucesso do Miss Brasil aqui. Aliás, nem houve, na negociação feita aqui, envolvimento da coordenação nacional do Miss Brasil. Pelo que eu soube a organização que trata disso nem foi procurada.

Espero ter esclarecido um pouco melhor o assunto, mas se houver mais alguma dúvida que eu possa responder, estou á disposição.

[ Post a Reply to This Message ]

Replies:
ânea, foi muito bom saber de todas estas informações. No meu caso, como mera fã dos concursos, posso imaginar muito muito de longe tudo o que acontece na organização de um evento do porte do MU. Deve algo imensamente trabalhoso e complexo. Mas, quem sabe um dia teremos este grato presente, poder ver ao vivo e a cores um Miss Universo, no nosso maravilhoso Brasil. Que nosso país tem belezas de sobra para mostrar e principalmente potencial turístico, isso ninguém nega. Pena não haver interesse dos empresários... Um abraço! -- Sandra, 13:32:37 10/10/01 Wed

[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]


Forum timezone: GMT-4
VF Version: 3.00b, ConfDB:
Before posting please read our privacy policy.
VoyForums(tm) is a Free Service from Voyager Info-Systems.
Copyright © 1998-2019 Voyager Info-Systems. All Rights Reserved.