VoyForums
[ Show ]
Support VoyForums
[ Shrink ]
VoyForums Announcement: Programming and providing support for this service has been a labor of love since 1997. We are one of the few services online who values our users' privacy, and have never sold your information. We have even fought hard to defend your privacy in legal cases; however, we've done it with almost no financial support -- paying out of pocket to continue providing the service. Due to the issues imposed on us by advertisers, we also stopped hosting most ads on the forums many years ago. We hope you appreciate our efforts.

Show your support by donating any amount. (Note: We are still technically a for-profit company, so your contribution is not tax-deductible.) PayPal Acct: Feedback:

Donate to VoyForums (PayPal):

Login ] [ Main index ] [ Post a new message ] [ Search | Check update time | Archives: 12345678 ]


[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]

Date Posted: 23:46:44 12/01/03 Mon
Author: Guita,
Subject: Olhando o Miss Mundo mais de perto

14:04:35 11/30/03 Sun
O Miss Mundo e o Miss Universo estão a anos-luz dos demais concursos internacionais. Os demais tentam não sucumbir ou se afirmar, muitas vezes elegendo candidatas que já foram aos dois anteriores. Pergunto-me se há espaço suficiente para mais concursos internacionais de nível A.
É preciso muito esforço e dinheiro, de muitas pessoas, para se reunir, num evento global, mulheres suficientemente bonitas em cenários fantásticos e com uma produção realmente atrativa.
É como no mundo do cinema. Dois megaeventos como o Oscar e o Festival de Cannes disputam a atenção da mídia todo os anos. Outros eventos semelhantes como o Festival de Veneza não chegam perto.
Eu adoro os dois concursos e os dois festivais , mas aprendi a apreciar ambos de forma diferente. Guardando as devidas proporções, o Miss Universo está para o Oscar como o Miss Mundo talvez esteja para o Festival de Cannes. Comparações são inevitáveis, mas cada um tem suas características. O mundo dos concursos ficaria mais pobre sem a co-existência do Miss U e Miss M. Até porque a competição entre Dona Julia e o Sr. Trump é muito boa para o público que gosta dos concursos.
O primeiro é bem "american way of life" e, o segundo, nitidamente europeu. Hoje são até mais parecidos porque a platéia global é a mesma. O Miss Mundo teria mais audiência, segundo algumas fontes jornalísticas, mesmo não sendo exibido nos EUA. Por outro lado, o Miss Universo incorporou soluções do Miss Mundo e vice-versa.
No Brasil, aprendemos a gostar de concursos internacionais vendo o Miss Universo e, em menor escala, o Miss Beleza Internacional (ao menos, nas coberturas de O Cruzeiro e Manchete). O concurso Miss Brasil nunca valorizou muito o Miss Mundo porque financeiramente a linha direta com o Tio Sam sempre foi maior do que com a Rainha. Enfim, ficamos talvez um pouco condicionados a apreciar os concursos pela lógica do Miss Universo.
O U Decide de ontem gerou afirmações do tipo "quantidade não é qualidade". É verdade. Quantidade, porém, tende a gerar mais diversidade. Ao menos este ano, houve mais "mundo" no Miss Mundo que no Miss Universo. Se o Miss U tiver mais candidatas em 2004, tenderá a ser ainda melhor que na versão deste ano.
A opção do Miss Mundo de, no show preliminar, mostrar as candidatas na praia, bem ao natural, é diferente do Miss Universo.
No Miss U, vemos as candidatas nas preliminares em traje de banho, maquiadas, com direito a salto alto, um show coreografado e a um palco iluminado. Esta é também uma opção interessante. A proporção de candidatas fracas do Miss U, este ano, em traje de banho, foi semelhante à do Miss Mundo. Infelizmente o show das preliminares do Miss U não foi exibido aqui. Só com fitas de vídeo enviadas por amigos ou compradas no comércio pageant foi possível apreciar.
Se muitos já mudaram ou reafirmaram suas preferências com base no U Decide, isto ainda pode mudar quando as misses aparecem produzidas em traje de noite naquele palco fantástico em Sanya.
Outra coisa a notar é que o Miss Mundo realmente está fazendo (e testando) inovações. Os concursos preliminares, classificando as vitoriosas para a noite final, podem vir a ser uma fórmula interessante.
Todo mundo já falou, mas nunca é demais: até aqui, Lara está dando um banho de profissionalismo. Ela certamente entendeu que ser miss até pode fazer parte do sonho romântico de uma jovem, mas na hora H, é trabalho e requer profissionalismo. Num ambiente onde nem sempre o profissionalismo impera, isto é muito significativo. Onde ela vai chegar no Miss Mundo, não sei, mas já deixou uma marca importante no Miss Brasil.


[ Post a Reply to this Message ][Edit]

Replies:

O Miss Universo e o Miss Mundo também elegem candidatas que já foram a outros concursos. Ex.: Lara Dutta foi primeiro Miss Intercontinental antes de ser Miss Universo. Entre os dois também isso acontece. Ex.: a nigeriana que participou do Miss Universo em 2001 e depois ganhou o Miss Mundo em 2002. E por aí vai... (NT) -- Tiago, 17:53:03 11/30/03 Sun
Quem acompanha os concursos de perto sabe bem disso, Tiago. Eu me referi especialmente ao que aconteceu este ano. No Japão, elegeram uma semifinalista do Miss Mundo do ano passado e, na terra de Imelda, uma hondurenha veterana que passou desconhecida pelo Miss Universo 1998. De qualquer forma, as vitoriosas dos concursos nível B (sem falar nos C) pouco ou em quase nada se credenciam para uma vitória no Miss Mundo. Pergunte a Lara Dutta se ela prefere ser mencionada como Miss Universo ou Miss Intercontinental. (NT) -- Guita, 19:09:01 11/30/03 Sun

[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]


Forum timezone: GMT-4
VF Version: 3.00b, ConfDB:
Before posting please read our privacy policy.
VoyForums(tm) is a Free Service from Voyager Info-Systems.
Copyright © 1998-2019 Voyager Info-Systems. All Rights Reserved.