VoyForums
[ Show ]
Support VoyForums
[ Shrink ]
VoyForums Announcement: Programming and providing support for this service has been a labor of love since 1997. We are one of the few services online who values our users' privacy, and have never sold your information. We have even fought hard to defend your privacy in legal cases; however, we've done it with almost no financial support -- paying out of pocket to continue providing the service. Due to the issues imposed on us by advertisers, we also stopped hosting most ads on the forums many years ago. We hope you appreciate our efforts.

Show your support by donating any amount. (Note: We are still technically a for-profit company, so your contribution is not tax-deductible.) PayPal Acct: Feedback:

Donate to VoyForums (PayPal):

25/04/19 21:36:33Login ] [ Contact Forum Admin ] [ Main index ] [ Post a new message ] [ Search | Check update time | Archives: 123[4]56789 ]
Subject: O choque chinês


Author:
Pedro Oliveira
[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]
Date Posted: 11/02/07 17:43:51

Se é do conhecimento geral que a economia chinesa tem crescido a uma taxa de quase 10% ao ano, é menos sabido que o investimento chinês no estrangeiro cresceu 600% nos últimos 5 anos.

Isto só tem sido possível porque o modelo de desenvolvimento das empresas chinesas não se esgota na produção de baixo custo e tem cada vez mais uma importante componente de inovação. A compra da unidade de portáteis da IBM pela Lenovo é apenas um dos muitos exemplos deste fenómeno.

Em 2006 a China ultrapassou o Japão e tornou-se o segundo maior investidor mundial em I&D, logo atrás dos EUA. A população de investigadores é de quase 1 milhão, tendo crescido 80% na última década. O número de patentes domésticas cresceu de 11.600 em 1996 para 93.100 em 2005 e o investimento em I&D é já 1,3% do PIB (Portugal continua teimosamente a investir menos de 1%).

Segundo a OCDE, 2/3 do esforço de I&D chinês é privado e apenas 1/3 é governamental, bem ao contrário do que observamos no nosso país onde o esforço privado representa menos de 1/3 do total.

Ao contrário do que poderíamos pensar, a gigantesca e subdesenvolvida China tem dado passos mais rápidos na transição para uma economia de conhecimento do que o nosso pequenino Portugal, um suposto membro do clube dos países desenvolvidos.

Por cá, uma das consequências das declarações polémicas do ministro da Economia durante a visita oficial foi perceber que a generalidade dos políticos, empresários e comentadores ainda não percebeu as verdadeiras razões da nova revolução chinesa.

Continuamos a olhar para a China à luz das ‘lojas chinesas’ que florescem nas nossas cidades e a acreditar, ingenuamente, que Portugal pode ser uma oportunidade na entrada da China na Europa.

É já hoje impossível imaginar o Presidente Jintao a promover a China publicitando os baixos custos de produção ou da sua mão-de-obra qualificada.

Pelo contrário, cada vez mais, o seu apelo é para que a sociedade chinesa se transforme numa verdadeira ‘sociedade de inovação’. Em mais esta dimensão, deveríamos aprender com a China!

[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]


Login ] Create Account Not required to post.
Post a public reply to this message | Go post a new public message
* HTML allowed in marked fields.
Post Password:
Keep password cookie for 24 hours

Message subject (required):

Name (required):

  Expression (Optional mood/title along with your name) Examples: (happy, sad, The Joyful, etc.) help)

  E-mail address (optional):

* Type your message here:


Notice: Copies of your message may remain on this and other systems on internet. Please be respectful.

[ Contact Forum Admin ]


Forum timezone: GMT+0
VF Version: 3.00b, ConfDB:
Before posting please read our privacy policy.
VoyForums(tm) is a Free Service from Voyager Info-Systems.
Copyright © 1998-2019 Voyager Info-Systems. All Rights Reserved.