VoyForums
[ Show ]
Support VoyForums
[ Shrink ]
VoyForums Announcement: Programming and providing support for this service has been a labor of love since 1997. We are one of the few services online who values our users' privacy, and have never sold your information. We have even fought hard to defend your privacy in legal cases; however, we've done it with almost no financial support -- paying out of pocket to continue providing the service. Due to the issues imposed on us by advertisers, we also stopped hosting most ads on the forums many years ago. We hope you appreciate our efforts.

Show your support by donating any amount. (Note: We are still technically a for-profit company, so your contribution is not tax-deductible.) PayPal Acct: Feedback:

Donate to VoyForums (PayPal):

8/12/19 23:56:13Login ] [ Contact Forum Admin ] [ Main index ] [ Post a new message ] [ Search | Check update time | Archives: 1234567[8]9 ]
Subject: Significado do Julgamento de Simón Trinidad


Author:
Simón Trinidad
[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]
Date Posted: 3/01/07 15:38:11

Significado do Julgamento de Simón Trinidad

Simón Trinidad

O julgamento de Simón Trinidad das FARC “acontece na altura em que “alguns tipos” de tortura são tornados legais pelo Congresso dos EUA e em que as prisões norte-americanas mantêm um número desconhecido de pessoas sem quaisquer protecção legal ou direito a advogado.


Berta Joubert-Ceci [DRAFT] - 22.12.06

Este julgamento é o primeiro em que um colombiano, extraditado deste país foi julgado nos Estados Unidos. Abre um novo caminho para a guerra «antiterrorista» dos Estados Unidos. Sucede na mesma altura em que “alguns tipos” de tortura não são apenas tolerados, mas tornados legais pelo Congresso Americano e em que as prisões norte-americanas “secretas” mantêm um número desconhecido de pessoas através do mundo, fora do escrutínio público. Tenta vencer o movimento dos povos pela justiça não apenas na Colômbia, mas na América Latina e no Médio Oriente que se pode tornar um factor crucial se o julgamento tiver lugar nos seus países.

Acontece também num momento crítico na Colômbia, onde o governo enfrenta um abalo forte que a prolongar-se pode implicar o seu presidente. Na semana de 13 de Novembro, o presidente Uribe da Colômbia correu para os Estados Unidos depois de saber o resultado das eleições que deu aos Democratas poder sobre o Congresso para se assegurar de que os Democratas continuam a política actual do Plano Colômbia e FTA. Que ideia estranha, tendo sido o presidente Bill Clinton que iniciou o Plano Colômbia.

Durante a última das suas muitas visitas a Washington, ele comentou logo o caso Trinidad afirmando que a sua condenação finalmente “trará paz”. Isso, depois das FARC terem enviado uma carta aberta aos intelectuais, artistas e povo dos Estados Unidos a pedir ajuda à administração Bush para conseguir uma troca de prisioneiros que inclui os três agentes americanos e Trinidad.

Mas na Colômbia teve de ser pressionado, mesmo por representantes da oligarquia a fim de comentar o escândalo do governo.

Paramilitares em Congresso

Numa reviravolta dramática, o Supremo Tribunal Colombiano emitiu uma ordem de prisão contra três congressistas, o senador Álvaro Garcia e Jairo Enrique Merlano e o representante da Câmara baixa, Erik Júlio Morris. Tanto Garcia como Morris entregaram-se às autoridades. As acusações, públicas há muito, são as suas ligações aos esquadrões da morte ou paramilitares. A investigação, que os movimentos progressistas acham muito lenta, continua e são aguardadas mais explanações. São os paramilitares responsáveis pelo tráfico de droga e massacres sangrentos pelo território. Todos pertencem ao partido político que indicou e elegeu o presidente Uribe, que necessariamente terá de estar implicado no caso.

Ele não ignora estas acusações; na verdade, era o número 82, depois do número 79 Pablo Escobar na lista que o Presidente George Bush tinha dos membros e associados do Cartel de Medellin.

A base desta inclusão na lista era « 82, Álvaro Uribe Velez – político e senador colombiano que colabora com o Cartel de Medellin a altos níveis governamentais. Uribe estava ligado a negócios que envolviam narcóticos nos Estados Unidos. O pai foi assassinado na Colômbia pelas suas ligações com os traficantes de droga.

Uribe trabalhou para o Cartel de Medellin e é amigo íntimo de Pablo Escobar Gaviria, participou na campanha politica de Escobar para conseguir o lugar de assistente parlamentar de Jorge (Ortega). Uribe foi um dos políticos do Senado que atacou todas as formas do Tratado de Extradição.

Anncol. Org 15.11.2006)
Imprimir Enviar

ODiario.info
Revista electrónica

[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]


Post a message:
This forum requires an account to post.
[ Create Account ]
[ Login ]
[ Contact Forum Admin ]


Forum timezone: GMT+0
VF Version: 3.00b, ConfDB:
Before posting please read our privacy policy.
VoyForums(tm) is a Free Service from Voyager Info-Systems.
Copyright © 1998-2019 Voyager Info-Systems. All Rights Reserved.