VoyForums
[ Show ]
Support VoyForums
[ Shrink ]
VoyForums Announcement: Programming and providing support for this service has been a labor of love since 1997. We are one of the few services online who values our users' privacy, and have never sold your information. We have even fought hard to defend your privacy in legal cases; however, we've done it with almost no financial support -- paying out of pocket to continue providing the service. Due to the issues imposed on us by advertisers, we also stopped hosting most ads on the forums many years ago. We hope you appreciate our efforts.

Show your support by donating any amount. (Note: We are still technically a for-profit company, so your contribution is not tax-deductible.) PayPal Acct: Feedback:

Donate to VoyForums (PayPal):

23/10/19 7:03:50Login ] [ Contact Forum Admin ] [ Main index ] [ Post a new message ] [ Search | Check update time | Archives: 123456789 ]
Subject: China quer acabar com amantes dos dirigentes


Author:
ABEL COELHO DE MORAIS (DN, 29.07.2007)
[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]
Date Posted: 30/07/07 7:34:48
In reply to: France Presse 's message, "Polícia apreende uma tonelada de Viagra falso na China" on 25/07/07 23:01:01

Qualquer dirigente do Partido Comunista Chinês (PCC) ou funcionário do Estado que mantenha amantes ou "segundas mulheres" pode ser afastado das suas funções e levado a tribunal por violação da lei.

Amantes e "segundas mulheres" - outra designação para uma instituição da China antiga que sobreviveu até à actualidade, as concubinas - estão na moda entre os dirigentes chineses que as consideram um elemento de sucesso, poder e prestígio. Como escrevia esta semana a edição online do jornal oficial Diário do Povo, "ter uma jovem amante é não só moda entre os dirigentes de meia idade tentados pela lascívia, como também o perfeito disfarce para receber subornos e lavar dinheiro".

Por isso, a Procuradoria Popular e o Supremo Tribunal da China criminalizaram dez novas formas de suborno, permitindo a investigação aos actos e bens do que consideram "pessoas com relações especiais", isto é membros de família dos dirigentes a pessoas com interesses comuns com aqueles e, naturalmente, as que partilham relações afectivas de algum tipo. Sublinha o Diário do Povo que deixa de ser necessário provar o envolvimento directo de uma "segunda mulher" para se condenar um quadro ou dirigente.

Ao contrário de Mao que, recordava o correspondente da AFP em Pequim, gostava de se rodear de jovens mulheres e era conhecido pela sua promiscuidade sexual, os responsáveis políticos da actualidade vão ter de cultivar uma imagem de rigor moral. A expulsão esta semana do PCC do seu responsável em Xangai, Chen Liangyu, por "manter 11 amantes", "ter um comportamento degenerado" e "negociar favores sexuais por posições de poder" mostra a preocupação do partido.

Em 2006, segundo a AFP, que cita um dirigente da Comissão de Disciplina do PCC, Liu Xirong, "70% dos casos de corrupção e subornos foram recebidos por membros das famílias dos quadros ou pelas suas amantes". Portanto, acabando-se com as amantes, reduz-se a corrupção que se tornou uma verdadeira instituição numa China cuja economia cresce a 10% ao ano e em que "enriquecer é glorioso", como disse nos anos 80 Deng Xiaoping.

Mas a medida não agrada a todos. Um texto no Shangai Daily lembrava que aquela se deve aplicar também "às dirigentes femininas que mantêm homens fora do casamento" e que há formas mais eficazes de controlar a riqueza dos dirigentes, como obrigá-los a declarações dos seus rendimentos e das suas famílias. |

[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]


Post a message:
This forum requires an account to post.
[ Create Account ]
[ Login ]
[ Contact Forum Admin ]


Forum timezone: GMT+0
VF Version: 3.00b, ConfDB:
Before posting please read our privacy policy.
VoyForums(tm) is a Free Service from Voyager Info-Systems.
Copyright © 1998-2019 Voyager Info-Systems. All Rights Reserved.