VoyForums

Login ] [ Contact Forum Admin ] [ Main index ] [ Post a new message ] [ Search | Check update time | Archives: 123[4]5678 ]
Subject: A verdade e as diatribes


Author:
Fidel Castro Ruz
[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]
Date Posted: 25/06/08 18:31:55

REFLEXÕES DE FIDEL
A verdade e as diatribes

• SABE-SE que nos países industrializados e ricos as pessoas gastam em alimentos, na média, cerca de 25% de sua renda. Os que pertencem a povos que foram mantidos no subdesenvolvimento econômico usam para o mesmo fim 80% de sua renda. Muitos passam fome física e sofrem enormes desigualdades sociais. As taxas de desemprego são usualmente duas ou três vezes maiores. A mortalidade infantil assume proporções ainda maiores e a expectativa de vida se reduz a dois terços daquela dos países ricos. O sistema é simplesmente genocida.
Nas Reflexões que escrevi três dias atrás, afirmei: ''Nosso país demonstrou que pode resistir a todas as pressões e ajudar os outros povos''. Poderia a Europa dizer o mesmo?
O relatório publicado pela Unesco, ontem, 20 de junho, afirma que Cuba ocupa o primeiro lugar entre todos os países da América Latina, tanto em matemática e leitura, no terceiro ano do ciclo fundamental, como em matemática e ciências, no sexto ano, entre mais de 200 mil crianças de 16 países, examinadas ao longo de dois anos; situa-se mais de 100 pontos acima da média regional. É a segunda vez que a Unesco outorga este título a nossa pátria.
É de se compreender que nenhum país onde os direitos humanos sejam sistematicamente violados alcançaria tais níveis de conhecimento.
Então, por que Cuba é bloqueada há 50 anos?
Por que Cuba é caluniada?
Por que se cria obstáculos para todo acesso à informação técnica e científica?
Por que se deseja conduzir Cuba a um sistema econômico-social insustentável, que não oferece solução para nenhum dos problemas da humanidade?
Alguns milhões de cidadãos bolivianos, equatorianos, uruguaios, argentinos, brasileiros, centro-americanos e de outros países da América Latina emigraram para a Europa, onde agora poderão ser brutalmente devolvidos a seus países de origem, caso não cumpram todos os requisitos exigidos pela nova lei anti-imigrantes.
O que é pior: um número várias vezes maior de cidadãos do México, América Central e do Sul emigrou para os Estados Unidos, cruzando fronteiras, muros e mares, sem documentação alguma ou Lei de Ajuste que os proteja ou estimule a emigrar. Mais de 500 deles morrem a cada ano. Milhares de outros perecem anualmente no México e na América Central, vítimas do crime organizado, de disputas pelo mercado de drogas dos EUA, cujo consumo as mais altas autoridades daquele país não podem nem querem combater.
O subprocurador José Luis Santiago Vasconcelos declarou que o tráfico de seres humanos é a segunda entre as atividades ilegais mais lucrativas. Quando se trata de cubanos, os lucros são comparáveis aos do narcotráfico: ''Cobram até US$10 mil por indivíduo'', informou.
O dinheiro procede dos EUA. Penso que o México não pode se converter em paraíso do tráfico de imigrantes quando até os próprios guardas costeiros americanos interceptam e devolvem as pessoas capturadas no mar.
O México não tem a obrigação de permitir que lhes imponham uma versão da política de ''pés secos'' e ''pés molhados''.
Em Cuba não existe crime organizado, nem há impunidade para o tráfico de drogas. Este é combatido com eficácia e sem ensangüentar a nação. O governo dos EUA só não o reconhece por cinismo.
Não escrevi nenhuma diatribe contra a Europa, simplesmente disse a verdade. Se ela ofende, não é culpa minha.
Para poupar espaço, sequer mencionei na Reflexão de ontem a exportação de armas, os gastos militares, as aventuras bélicas da OTAN, às quais se acrescentam os vôos secretos e a cumplicidade da Europa com as torturas praticadas pelo governo dos EUA.
Ignoro se alguém foi preso, em qualquer ponto de Cuba, por violar alguma lei. Isso nada tem a ver com a Reflexão, que solicitei que fosse divulgada apenas pelo Cubadebate. Relacionar as duas coisas é arbitrário. Usarei este site na internet no ritmo que julgar pertinente. Não abusarei da paciência de ninguém. E não cobro um centavo, meu trabalho é gratuito.
Não sou nem nunca serei chefe de facção ou grupo. Não se pode deduzir, portanto, que existam pugnas dentro do Partido. Escrevo porque continuo lutando e faço-o em nome das convicções que defendi em toda minha vida.

Fidel Castro Ruz,
21 de junho de 2008

13h34 •

- Os Estados Unidos, a Europa e os direitos humanos
- REFLEXÕES DO FIDEL

[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]


Post a message:
This forum requires an account to post.
[ Create Account ]
[ Login ]
[ Contact Forum Admin ]


Forum timezone: GMT+0
VF Version: 3.00b, ConfDB:
Before posting please read our privacy policy.
VoyForums(tm) is a Free Service from Voyager Info-Systems.
Copyright © 1998-2019 Voyager Info-Systems. All Rights Reserved.