VoyForums
[ Show ]
Support VoyForums
[ Shrink ]
VoyForums Announcement: Programming and providing support for this service has been a labor of love since 1997. We are one of the few services online who values our users' privacy, and have never sold your information. We have even fought hard to defend your privacy in legal cases; however, we've done it with almost no financial support -- paying out of pocket to continue providing the service. Due to the issues imposed on us by advertisers, we also stopped hosting most ads on the forums many years ago. We hope you appreciate our efforts.

Show your support by donating any amount. (Note: We are still technically a for-profit company, so your contribution is not tax-deductible.) PayPal Acct: Feedback:

Donate to VoyForums (PayPal):

Login ] [ Contact Forum Admin ] [ Main index ] [ Post a new message ] [ Search | Check update time | Archives: 123[4]5678 ]
Subject: Cumplicidade no genocídio


Author:
Andrei Areshev
[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]
Date Posted: 14/08/08 11:26:15

Cumplicidade no genocídio
por Andrei Areshev

Os acontecimentos recentes na Ossétia do Sul podem ser adequadamente descritos como genocídio. O ministro russo da Defesa afirma que as forças georgianas tinham uma superioridade de 12 vezes em todos os parâmetros sobre a força [russa] de manutenção de paz quando começou a invasão georgiana da Ossétia do Sul. Guerrilhas georgianas treinadas por instrutores ocidentais praticamente arrasaram Tshkhinvali e aldeias próximas e cometeram atrocidades sem precedentes nos territórios ocupados. Civis que se escondiam em caves de residências foram mortos com granadas de mão. Pessoas foram queimadas vivas, esmagadas por tanques e mortas utilizando todos os tipos de armas. Relatos de demolições, violência, pilhagem e captura de reféns por forças georgianas que se retiravam do distrito Znaur estão disponíveis. Escolas, hospitais, cemitérios e igrejas foram destruídos. Limpeza étnica total foi perpetrada no distrito oriental de Leninogorsk, o qual era particularmente vulnerável a ataques. Ossetianos foram mortos sem consideração pela idade. Há informações de pessoas escondidas em florestas. O lado georgiano não deixa corredores para a evacuação de feridos e refugiados. A táctica demonstra para além de qualquer dúvida que o objectivo é o extermínio total da população da Ossétia. Líderes georgianos ameaçam abertamente fazer aos abkhazianos o que fizeram aos ossetianos. A baixas civis na Ossétia do Sul não podem ser estimados no momento, mas é claro que as mortes elevam-se a milhares. Dezenas de membros da força russade manutenção da paz foram mortos ou feridos. Alguns dos cadáveres foram tão mutilados que o Ministério da Defesa russo tem dificuldades em identificar os mortos. A matança de forças de manutenção da paz é facto sem precedentes na prática global.

Ao mesmo tempo, os media ocidentais estão a travar uma guerra de informação contra a Rússia, a qual é muito semelhante àquela lançada em torno do Kosovo em 1998 na véspera dos ataques à Jugoslávia. Em alguns casos, os "objectivos e independentes" media ocidentais recorrem à falsificação directa. Exemplo: filmagens que mostravam o pesado bombardeamento de Tskhinvali por forças georgianas foram combinadas com um texto que condena alegados ataques da Rússia a cidades georgianas. A Internet ocidental está inundada com fotos encenadas que pretendem retirar dos líderes georgianosa responsabilidade pela tragédia . Jornalistas das principais agências de notícias e media ocidentais estão a trabalhar exclusivamente em Tíflis, enquanto não há jornalistas ocidentais a informarem a partir de Tskhinvali. Praticamente todos os noticiários cobrindo o conflito começam com novas declarações falsas feitas em inglês pelo presidente georgiano. Aos canais de TV russos não é permitido que cheguem ao público ocidental. São efectuados esforços para bloquear sítios russos na Internet.

Não será o acima ser descrito cumplicidade no genocídio?

O regime criminoso de Tíflis que desencadeou a guerra junto à fronteira sul da Rússia e massacrou cidadãos russos de nacionalidade ossetiana espera sair impune disto. Esta esperança é baseada no facto de a opinião pública no Ocidente estar afastada da verdade acerca dos acontecimentos na Ossétia do Sul.

O Kremlin deve entender que a missão da Rússia no Cáucaso será impossível e qualquer estratégia adoptada por Moscovo para impedir a catástrofe humanitária na Ossétia do Sul fracassará se este bloqueio informacional não for rompido.
11/Agosto/2008
O original encontra-se em http://en.fondsk.ru/article.php?id=1537

Este artigo encontra-se em http://resistir.info/ .

[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]

Replies:
Subject Author Date
GRATIDÃO PELO TREINAMENTO SIONISTAHaaretz14/08/08 12:15:43


Post a message:
This forum requires an account to post.
[ Create Account ]
[ Login ]
[ Contact Forum Admin ]


Forum timezone: GMT+0
VF Version: 3.00b, ConfDB:
Before posting please read our privacy policy.
VoyForums(tm) is a Free Service from Voyager Info-Systems.
Copyright © 1998-2019 Voyager Info-Systems. All Rights Reserved.