VoyForums
[ Show ]
Support VoyForums
[ Shrink ]
VoyForums Announcement: Programming and providing support for this service has been a labor of love since 1997. We are one of the few services online who values our users' privacy, and have never sold your information. We have even fought hard to defend your privacy in legal cases; however, we've done it with almost no financial support -- paying out of pocket to continue providing the service. Due to the issues imposed on us by advertisers, we also stopped hosting most ads on the forums many years ago. We hope you appreciate our efforts.

Show your support by donating any amount. (Note: We are still technically a for-profit company, so your contribution is not tax-deductible.) PayPal Acct: Feedback:

Donate to VoyForums (PayPal):

Login ] [ Main index ] [ Post a new message ] [ Search | Check update time | Archives: 12[3]45678 ]


[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]

Date Posted: 17:28:24 12/08/02 Sun
Author: MBMB
Subject: A entrevista de Taiza Thomsen, Miss Brasil MUndo 2002, na revista VEJA.

Taiza na VEJA -- MBMB, 17:44:27 12/01/02 Sun
Imagem Paz, amor e maiô

Representante do Brasil no concurso de Miss Mundo, a catarinense Taiza Thomsen, 1,79 metro "e meio", 60 quilos e olhos azuis, chegou a temer por sua vida na Nigéria, onde mais de 200 pessoas morreram nos confrontos entre muçulmanos e cristãos, em
protesto contra o evento. De Londres, para onde a festa foi transferida na semana passada, ela falou a VEJA:

Veja – Por que você quis ser miss?
Taiza – Sempre vi a miss como uma espécie de Lady Di, que ajuda as pessoas, e queria poder fazer o bem não só no meu Estado, mas no Brasil e no mundo inteiro. Somos embaixatrizes da paz.

Veja – Em lugar de paz, houve um banho de sangue na Nigéria. O concurso deveria ser cancelado?
Taiza – Não. Rezo toda noite e acho que, se estivesse errado continuar, alguma coisa me mostraria isso. Está havendo uma distorção. Estamos aqui pela harmonia das nações, nunca quisemos ofender ninguém.

Veja – O que você achou do artigo que foi estopim das manifestações na Nigéria?
Taiza – Acho que uma caneta pode tirar a vida de muitas pessoas.

Veja – Se você, como ex-estudante de jornalismo, tivesse escrito o tal artigo, o que faria agora?
Taiza – Se eu colocasse a vida de muitas pessoas em risco, aceitaria a condenação que me dessem. Se fosse condenada à morte, não contestaria, não fugiria.

Veja – Manter o concurso é uma forma de luta pela liberdade de expressão e contra o obscurantismo?
Taiza – Acho que sim, porque as pessoas estão revoltadas contra uma coisa boa. Só queremos arrecadar dinheiro para dar às crianças carentes.

Veja – Se você ganhar este, qual será seu discurso?
Taiza – Primeiro quero agradecer a Deus e à minha família. Depois, quero desejar paz ao mundo inteiro.

http://www2.uol.com.br/veja/041202/gente.html

REPLY:

Bom, achar que vai receber um aviso dos céus sobre a continuação do Miss Mundo é demais. É falta de informação achar que o Miss Mundo só quer arrecadar dinheiro para dar às crianças carentes. Também não faz sentido achar que o Miss Mundo pretende a harmonia das nações. Sobre a jornalista que escreveu o artigo estopim, Taiza praticamente concorda com a sentença de morte, o que é lamentável. (NT) -- Assim fica difícil, 19:47:18 12/01/02 Sun

A Taíza representa 99% dos jovens deste país: alienados, mal informados, "mal educados". Será que alguma outra candidata do Miss Brasil teria dado alguma resposta mais coerente? Acordem! A bela Taíza é regra, não exceção. Eu vivo num país de terceiro mundo com uma população de quinto, mas se alguém vive numa "Suécia", desculpem a nossa ignorância. (NT) -- BUG, 21:58:14 12/01/02 Sun

Apesar da entrevista fraca, não concordo que a bela Taiza esteja em Londres representando "nossos jovens alienados e mal informados". Misses da Índia, um país pobre como o Brasil, quase sempre se saem bem nas entrevistas. Muitas misses de outros países tão pobres quanto o nosso também. A diferença está nos cuidados quando escolhem uma representante. Esta entrevista na Veja já faz um bom estrago aqui mesmo. Agora, a pior ignorância é fazer de conta que está tudo bem com as respostas dela porque se trata uma "jovem tipicamente brasileira". Ela é mais que isso. Ela é uma Miss Brasil. (NT) -- Gh, 23:47:35 12/01/02 Sun

Impossível comparar Taiza com a Miss India! Lembro-me muito bem de uma entrevista com Sushmita Sen onde ela dizia que meses antes do Miss Universo ela quase deixou todos os seus conhecidos doidos pois pedia a eles que lhe fizessem as mais variadas perguntas para que servisse como um treinamento para o concurso. E isso foi apenas um complemento pessoal do forte treinamento que ela recebeu. Nenhuma surpresa nas respostas de Taiza. (NT) -- João Carlos, 00:28:13 12/02/02 Mon

Não comparei Taiza com ninguém. Só lembrei que não dá para justificar uma entrevista tão ruim porque a situação social do Brasil é péssima. Temos visto representantes de países pobres nos concursos internacionais realizando excelentes entrevistas. Também não acho que adianta treinar perguntas e respostas se a miss não tem uma boa base educacional e sabe se expressar. (NT) -- Gh, 01:35:56 12/02/02 Mon
Também não concordo que 99% dos jóvens deste país sejam alienados, mal educados e mal informados. Existem países, pobres ou ricos, que as pessoas não são assim. (NT) -- Jackie, 10:29:26 12/02/02 Mon

Vivi muitos anos no Exterior (15 anos nos Estados Unidos), que é o país mais rico do mundo e de 1º mundo, como também já viajei quase o mundo inteiro, e se fizermos certas perguntas aos jóvens da maioria dos países, sejam ricos
ou não, eles não sabem a resposta. Pergunte aos jóvens desses países onde fica a Noruega, a Grécia ou o Brasil, ou algo sobre a História da Humanidade, eles não vão saber responder (só pouquíssimas exceções). (NT) -- Jackie, 10:42:15 12/02/02 Mon

Pessoas mal informadas, alienadas e mal educadas existem em todos os países do mundo (há exceções). Taíza é linda ,educada, e tem potencial. Talvez não tenha muita experiência, nem vivência, pois vem de uma cidade não muito grande, e talvez por isso, não seja tão esclarecida (embora, mesmo em cidades menores existam pessoas bem esclarecidas, mas é uma minoria). Nos EUA, a maioria dos jóvens não são tão esclarecidos assim como se pensa aqui no Brasil. Os jóvens esclarecidos lá não são a maioria. E o país é de 1º mundo. Tudo isso é muito subjetivo. Depende muito de cada um, de cada pessoa. (NT) -- Jackie, 11:00:49 12/02/02 Mon

Os jovens são o que seus pais quiseram que eles fossem. Se eles são como são, é culpa dos mais "experientes" que os criaram alienados e mal-educados. Não adianta criticar o que se plantou, como se está fazendo, e sim tentar consertar. Conheço jovens inteligentíssimos e super bem informados. Justamente estes, não querem participar destes concursos para terem agarrados a si a imagem de fútil e tolo como está sendo feito. (NT) -- Vitor, 12:22:17 12/02/02 Mon

Se não houver a crítica positiva não se constrói nada novo. Apoiar a Miss Brasil não significa achar que a entrevista dela foi boa. Este problema de entrevista é um dos pontos fracos das misses brasileiras e não apena da Taiza. Milhares de garotas no Brasil querem ser modelo, mas não miss. O problema não é a imagem de coisa tola, mas de coisa ultrapassada. Já viram como a maioria das modelos se expressa? A maioria não tem nada na cabeça. Só que delas não se exige o que se exige das misses hoje. (NT) -- Claudio, 12:56:26

Para mim, viver um país rico ou pobre faz diferença na qualidade de vida dos habitantes e não é algo subjetivo. Os concursos mostram que muitas misses de países pobres superam isto e fazem ótimas apresentações em entrevistas. E
não apenas as indianas. Lembro de Mpule, Miss U 99, e muitas outras. Nenhuma miss precisa ser uma autoridade em política internacional ou outro assunto, mas atualmente precisa ter conhecimentos gerais e saber usar isto sem parecer programada para dar respostas ensaiadas. (NT) -- Gh, 12:38:30 12/02/02 Mon

Concordo que viver num país rico faz a diferença na qualidade de vida de seus habitantes. Quanto ao fato de ser subjetivo, eu quis me referir aos conhecimentos gerais que cada jóvem possui ou pode possuir. Isso é algo subjetivo
sim. O jóvem, às vezes, tem tudo ao alcance dele, mas se ele não quiser e nem se interessar, nada acontece. E muitas vezes, uma pessoa com poucas condições, se ela quer, tem interesse e luta por isso, ela vence. Os jóvens nem sempre são o produto da criação dos pais. Muitas vezes, os pais procuram e tentam criar bem seus filhos, mas nem todos os dedos da mão são iguais. (NT) -- Jackie, 14:04:51 12/02/02 Mon

Re: Taiza na VEJA ; apesar de achar Taíza maravilhosa, eu concordo que a entrevista que ela deu para a "Veja" foi péssima. Mas não é por isso que vou deixar de apoiar a nossa Miss Brasil Mundo ! Estou torcendo por ela ! (NT) --

Jackie, 14:16:18 12/02/02 Mon

Se não fosse subjetivo, todos os jóvens americanos (EUA) seríam inteligentíssimos, bem informados (o que é uma minoria), bem educados (o que é uma minoria também), e não alienados (o que também é uma minoria). Não estou falando
mal dos EUA, muito pelo contrário, viví lá muitos anos e adoro o país, mas sei distinguir as coisas boas e as ruins que existem lá, como também os problemas que eles têem. O mesmo acontecendo aqui no Brasil. (NT) -- Jackie, 14:37:33 12/02/02 Mon

Desculpem, mas não quis criar nenhuma polêmica. Acho que todos têm razão e captaram o que eu quis dizer, mesmo contestando. Abraços! (NT) -- BUG, 15:23:07 12/02/02 Mon



Não dá para justificar, só da para lamentar! -- Henrique, 18:45:27 12/03/02 Tue
Acho lamentável justificarmos a fraquíssima entrevista da nossa representante no Miss Mundo publicada na VEJA, alegando que as misses dos demais países de "terceiro mundo" são iguais, ou que apenas as vizinhas seriam capazes de identificar o Brasil no mapa mundi.

Em primeiro lugar, isso não é verdade. Aquelas que são dignas representantes dos seus países, sejam primeiro ou terceiro mundistas, não só sabem onde o Brasil fica no mapa (o que é absolutamente secundário), mas também são capazes de darem uma
opinião coerente e diplomática a respeito de um assunto de relevância, como o massacre ocorrido na Nigéria.

Sabe o que parecem estas justificativas absurdas? Crianças de 7 anos se explicando com as suas professorinha: "Eu não fiz a lição de casa mas a Mariana, o Joazinho e a Cremilda também não fizeram!!!".

O que é isso gente? Uma miss é mais do que um belo rosto num corpo escultural! As "cabeças de vento" são responsáveis pelas críticas que os concursos sofrem por parte de diversos setores da sociedade moderna mundo `a fora!

Vocês percebem a intensidade desta entrevista?? Em outras palavras, a Taísa afirmou que a tal jornalista, quem pode até ter se equivocado ao utilizar senso de humor numa situação tão delicada, mas passou longe de haver cometido um crime, merece ser
condenada a morte!

Justificar o não cancelamento do concurso por não haver recebido uma cartinha enviada por papai do céu através de um anjo e terminar dizendo que está ali para promover a paz mundial, estrapola todos os limites da realidade, do "palpável", do
ACEITÁVEL!

Esta entrevista é puro carboidrato para as feministas, intelectuais, quem, até mesmo sem motivos, já acabam com os concursos de miss.

Se alguém me houvesse contado que esta entrevista havia sido uma sátira da galera do "Casseta & Planeta", eu teria pensado: "puxa, nessa os caras se superaram!".

Talvez, o exceço de laquê tenha não somente causado um buraco na camada de ozônio, mas também na cabeça da moça.

Agora, para aqueles que acham que esta falta de conhecimento é a regra, aqui vai um estória que ilustra bem toda essa situação.

No ano passado eu fui jurado do Miss América do Sul, na Bolívia. Cada jurado tinha 10 minutos para entrevistar cada uma das misses. As notas eram de 1 a 7.

O meu critério era o seguinte: primeiro eu fazia quatro perguntas de caráter geral, para conhecê-las um pouco melhor a avaliar a capacidade de expressão de cada miss. As perguntas eram sempre as mesmas, para ser justo, e eu dava uma nota de 0 a 4.
Para os 3 pontos restantes, criei um pequeno "quiz", com 6 perguntas básicas sobre geografia, história, cultura, esportes, tudo relacionado ao nosso continente (cada uma valia 0,5 ponto).

Como ninguém está ali para discutir fórmulas complicadas de matemática, nem teorias mirabolantes de gênios da humanidade, as perguntas eram básicas, só para demonstrar até onde aquelas moças conheciam a região onde habitam.

Estas foram as perguntas:

1- O Tratado de Tordesílias dividia a América entre quais países europeus? 2- Quantos países sul-americanos não são banhados pelo mar? 3- Qual o único país sul-americano a haver recebido um Oscar de melhor filme estrangeiro? 4- Qual é o tenista sul-
americano que atualmente é número 1 do mundo (era o Guga na ocasião)?; 5- Qual a nacionalidade do escritor Gabriel Garcia Marquez? 6- Quantos países independentes há na América do Sul?

Para cada pergunta, eu oferecia 3 opções, sendo uma absurda, uma correta e uma terceira que poderia causar dúvidas.

Pois bem, sete das misses concorrentes acertaram de 4 a 6 perguntas. A uruguai nem precisava ouvir as opções, tinha tudo na ponta da língua e me olhava como quem dizia "só isso???".

Das três que tiveram um desempenho deplorável, uma acertou 3 questões (o que já era baixo) e apenas duas, acertaram uma questão: uma, não preciso nem dizer quem foi (para bom entendedor, meia palavra basta) , e a outra foi a Miss Brasil.

Quando pedi a brasileira que se descrevesse em duas palavras, na primeira parte da entrevista, ela gastou uns 3 minutos pensando. Parecia que iria sair fumaça daquela cabeça. Logo me disse: "uma palavra é "óbvia", sim sou óbvia (obviamente burra, eu
pensei)…hummmm…. mas não consigo pensar em um segundo substantivo (!!!!!!!) para mim própria".

Que vergonha me deu naquele momento. Aliás, não preciso dizer que a única das 6 questões que a beldade soube responder, foi a do Guga… (ainda assim com muito esforço "O Guga é tênis ou basquete?)

Se um quiz semelhante fosse aplicado às candidatas do Miss Brasil (assim como ocorre no Miss América), os resultados seriam CATASTRÓFICOS, com raríssimas exceções! Mesmo com as imbecilidades que foram perguntas as finalistas de 2002, as respostas de



Saber criticar sem perder a educação -- CarlosKT, 15:45:06 12/04/02 Wed (NoHost/200.170.6.207)
Não sei porque tanto barulho com a entrevista da Miss Brasil na Veja. Estavam esperando respostas brilhantes? Nem ela nem a maioria das candidatas do Miss Brasil teria condições de responder bem. O problema aparece na hora do Miss Brasil, mas começa
nas eleições das misses municipais e estaduais. Onde os concursos ainda sobrevivem, a maioria das pessoas não está interessada na inteligência da miss e sim na sua beleza. É ainda a busca pelo encantamento da miss dos anos 60.
Depois do Miss Brasil, mesmo com um ano de antecedência ao Miss Universo ou Miss Mundo, não há santo nem "preparador" que faça milagre se a miss não tem uma boa formação educacional. Podem ensinar a desfilar, a se maquiar, a não falar certas coisas,
comprarem roupas de bom gosto, etc. Acontece que se ela não tiver uma boa base de educação, a ficha não cai de jeito nenhum.
Desculpem-me, mas acho uma bobagem quem tenta fazer de Kelly Kaniak a "Injustiçadinha do Brasil" alegando que aqui só temos olho para mulheres altas. Sem essa... Ela é bonita, nos deu alegrias e poderia ter ido bem no Miss Beleza Internacional. E só.
Kelly, mesmo que tivesse o doutorado da Oxana, estaria muito longe de Joseane e Taiza em termos de beleza.
Fora isso, é muito triste ver a Miss Brasil tão criticada assim, faltando alguns dias par o concurso, mesmo reconhecendo que a entrevista dela não está nada boa. Acho que só Juliana Borges foi tão criticada. Só que Taiza é, apesar das suas
deficiências, muito melhor que Juliana Borges. Duvido que a maioria que critica a falta de cultura dela saiba quem é Gabriel Garcia Márquez ou tenha lido um livro dele. E muitos que a criticam cometem cada erro de português! Aí fica pior ainda a
frase "o exceço de laquê tenha não somente causado um buraco na camada de ozônio, mas também na cabeça da moça." Isto já não é crítica. É falta de delicadeza e com erro de português. A palavra correta é excesso e não exceço. Também não é pário, mas
páreo... Não é jóvens, mas jovens. Antes de cometerem a grosseria de chamarem uma miss de imbecil ou de burra, aprendam português! Usem a educação e inteligência que estão reclamando para as misses.
Brasileiro às vezes é mais realista do que o rei... ou que a rainha.
Boa sorte, Taiza!




*Uma vitoriosa! -- Denilson, 17:09:53 12/02/02 Mon

O que falar de nossa miss Mundo Brasil 2002, ela é uma vitoriosa, consegue se fazer presente em várias listas de experts pelo mundo todo, desfilar sua graça, natural é graciosa, tem olhos de tão belos que te buscam no olhar, difícil de não notar! Uma menina de 20 anos, bela, brasileira, que foi em busca de um sonho, foi despreparada, sem apoio, e muito mal orientada, mostrou a sua cara para bater, disse aquilo que pensava, mostrou o qto é ingênua e pura, como a sua própria mãe colocou antes uma
menina tímida. Mostrou que ainda passará por muitos comentários negativos, porém talvez desta maneira os organizadores acordem para o mal que podem estar causando a essas meninas, pois se ela foi infeliz em suas declarações , pelo menos ela foi
autêntica , pura, é assim que vejo a Taiza, que sua sinceridade lhe conte pontos, pois conhecimento ou treinamento poucas possuem! Precisamos de misses com atitudes que saibam realmente o verdadeiro sentido de ser a representante mundial. Parabéns a
nossa miss Brasil. Será que as outras misses sabem onde fica esse país chamado Brazil? Acho que só a Paraguai , Argentina, Colômbia..
Que os bons ventos soprem a favor de nossa miss e possa ela mostrar com clareza a sua dignidade! Boa sorte!
E que no próximo ano surjam misses tal como Ieda, Marta, Angela, Lúcia e outras e o Brasil possa realmente mostrar porque temos as mulheres mais lindas!
Denilson


[ Post a Reply to This Message ]

Replies:


*[Del] [UnAppr] Taiza merece o nosso apoio. Torço por ela, mas não concordo em valorizar e chamar de ingenuidade, autenticidade e pureza o que é falta de informação. Também penso que os organizadores do Miss Brasil precisam mudar muitas e muitas coisas, mas acho um pouco forte afirmar que as misses são vítimas deles. Elas são obrigadas a irem para o Miss Universo ou Miss Mundo? Não. Elas são obrigadas a usarem todos os tipos de vestido azul, de maquiagem carregada, etc? Não. Pode ser que não tenham opções, mas o fato é que o jogo é jogado pelas duas partes: as misses e os organizadores (NT) -- Claudio, 23:26:16 12/02/02 Mon

Re: O miss Brasil precisa é : reformulação geral, já que isso neste momento é impossível, espero que com o seu recado, o meu , e de outros amigos que vistitam essa página, possa trazer algum benefício a alguém ou mesmo a própria miss, por isso qdo estive no Miss Goiás em 2002, tive a delicadeza de indicar esse message para a família da vencedora. Sei que o buraco é mais profunda , mas nem por isso devemos desanimar, mesmo sabendo que muita coisa possa acontecer. E agora Taiza na Playboy! Será que ela irá ? Aguarde até esse final de semana. Folha de SP (ilustrada), hoje> (NT) -- Denilson, 13:23:40 12/03/02 Tue


Oi gente -- LEIDINHA, 22:48:13 12/04/02 Wed
OLÁ GENTEM ! Nossa, quanta celeuma !Estou passada ! Esta coisa toda do Miss Mundo tá enlouquecendo meu juízo ! Uma coisa é certa : a Taíza não pode pagar o mico sozinha ! Ela tá passando maus momentos em Londres, completamente perdida . Imagino as dificuldades dela por lá. Tremo só de pensar no modelito que ela vai usar . Também detesto esta coisa de Kelly , a injustiçadinha do Brasil. Ela foi até onde dava ! Nada garante que estaria bem no Japão ou nos outros concursos que realmente importam.
Caso a Taíza tivesse o tal treinamento oferecido nos classificados do MBMB , também não iria adiantar lá muita coisa .Nada de graça presta ! tenho um pé atrás ( os dois pra ser mais sincera )... Mais uma série de respostas decoradas ? Mais um vestido copiado dos tapes do Miss Universo ? 2002 não deu mesmo ! As 3 gurias do top 3 são lindas ! Mas o Brasil não é a bola da vez nas passarelas internacionais há muito tempo. Tem que ter algo mais do que beleza ou preparo. Brilho, carisma, sorte, afinidades, destino traçado..muita coisa !O preparo mesmo é ensinar estas meninas a não se exporem tanto....um prato cheio pros urubus de plantão .
Detesto também esta coisa de listinhas .....eu me nego a fazer isto ! Jamais ! Uma bobagem absoluta . Claro que tudo é imprevisivel.Pena ver que a torcida da gente sempre põe o Brasil na linha de frente dos concursos internacionais...tão bom sonhar, principalmente quando temos um passado glorioso como referência ..aiii que saudades !

Vamos pensar mesmo no Miss Brasil 2003. A renovação das alegrias, da torcida, das esperanças ! Nem tudo está perdido. O concurso tá voltando bem . Estados importantes como o RS , SC , PE , PR estão aí como a grande prova disto.Não é a toa que figuraram entre os melhores no Miss Brasil 2002 . Sabem escolher , prestigiam o título , dão ibope em seus territórios . Tenho certeza que uma Millena Lira , Uma Taíza Thomsen , uma Josiane Oliveira e uma Kelly Kaniak surgirá em 2003 , estes Estados puxarão o cordão dos outros, pq é contagioso ! Quero ver o concurso de 2003 na TV de novo, mesmo com aqueles apresentadores bokomokos e mal resolvidos falando bobagens pra 20 milhões de expectadores . Pelo menos a galera se diverte enquanto nós torce e vibra ( e daí os patrocinadores ficam entusiasmados pra 2004 , e vamos mantendo o show até quando Deus quiser ! )

Até me aborrecer por aqui ( tem uns chatos que sinceramente....ninguém aguenta ! Vivem levando fora a torto e a direito ..mas não desitem ! ) vale a pena ! É saudável ! Vamos manter este clima ! Não vamos sofrer por causa de uma cosia óbvia que só nossos olhinhos se negavam a ver : As chances do Brasil emplacar uma Miss entre as melhores este ano eram remotas. Ai gente, quanto custa ser real ? Não desgatem suas belezas com esta coisa de botar a outra pra trás só porque ela se deu mal lá fora !
Engraçado que a Keli , só porque venceu este tal de Miss Mesoamerica e a Gisa Leite , só por que ficou entre as 3 num concurso de 9 candidatas , passaram a ser endeusadas , preparadas e injustiçadas ; que elas é que deveriam ter ido pra Porto Rico , Tóquio ou Londres . Faz favor né gente ? Que carencia é esta ? Concursos tão bobinhos que parecem valer o suficiente pra compensar nossas frustrações . Eu mesma que não penso pequeno , que não me contento com pouca cosia ! se um dia comí caviar ou lagosta , por que hoje vou me empanturrar de ovo frito e achar que fiz o maior e mais caro banquete ? Apenas se tiver passando fome ! Desculpa se falo esta verdade nua e crua... mas tem que ser falada mesmo . Se tivermos que nos contetar com
vitoriosas desta época vamos fazer isto com a Gisele Bundchen ! Ela é tudo ! Top das top mesmo ! Só não é Miss...

Ai , tou cansada ! De qualquer maneira , acho que este ano foi simplesmente maravilhoso ! Melhor que 2001 e pior que 2003. Acreditem e confiem !

Beijocas

Leidinha Bittencourt


TAÍZA -- Mauro Silveira, 12:25:15 12/05/02 Thu

Conversei com a Taiza ontem. Disse-me ela que foi mal interpretada ou julga que não se expressou direito em relação ao tema. Foi feita a entrevista por telefone, após um ida inteiro de desfiles e apresentações. Estava exausta e julga que tenha se feito entender mal. Na realidade ela é contra a pena de morte por convicção própria e tem como bandeira a defesa dos direitos da mulher. Acha que foi muito infeliz o modo como parte de toda a entrevista que foi redigida. A conversa foi bem maior que aquela que foi publicada! Respeita os islâmicos pelas suas crenças, mas não compartilha com elas. Não deixou de comparecer ao miss mundo por convicção que, presente na Nigéria e falando ativamente e formalmente contra a execução daquela nigeriana condenada, seria muito mais produtivo que simplesmente se ausentar do concurso. Realmente pelo que está escrito a idéia que se tem é exatamente oposta àquela que desejaria passar aos brasileiros. Foi uma pena! De qualquer maneira, continuamos
intensamente votando nela e torcendo com muita fervor pela sua vitória! Julgo que merece!! Abraços, Mauro Silveira




Taiza e sua entrevista -- Henrique, 00:26:06 12/06/02 Fri

Alguém comentou que a entrevista da Miss Brasil concedida a VEJA foi modificada pela revista. É muito possível que tenham feito isso, com o propósito de ridicularizar a nossa representante.

De qualquer forma, as críticas que fiz neste espaço faz alguns dias, não tinha Taíza como alvo, mas sim a organização do Miss Brasil.

Não é culpa dela esta situação absurda que as misses do nosso país vivem atualmente. A minha revolta é grande, e talvez por isso, tenha exagerado na forma como expus minhas opiniões.

Acho sim que falta uma estrutura adequada para atrair jovens mais "antenadas" com o que acontece no mundo, como acontece na Colombia, na India, etc.

Insisto: temos potencial, falta que o concurso caia nas mãos de pessoas que vivam no presente e pensem alto.

"Treinar" também é uma expressão que não gosto. As misses não são cachorrinhos. O que precisam é de acessoria, profissionais que que saibam o que estão fazendo e possam ajudá-las a desenvolver o que elas tem de melhor.

Nada de ensaiar respostas ou passos. Simplesmente elas deveriam ter apoio, saber o que uma miss DE HOJE precisa para se destacar em grandes concursos.

Enquanto estiverem preocupados em resgatar o "glamour" dos anos 50, tudo vai continuar igual. A interpretação desta palavra pode ser um veneno.

Notícias de Londres: Taíza se saiu bem na entrevista com os jurados (sim, parece que agradou em cheio) e o video dela em traje de banho foi um dos melhores.

As próprias misses acreditam que ela deverá conseguir classificação.

Acreditem, por ela eu torço, como todo bom brasileiro. A crítica é feita aos organizadores do concurso de Miss Brasil.

Eu gostaria muito de um dia ler a entrevista de uma miss brasileira, ou vê-la falar na tv, e pensar "wow, essa menina sabe o que está dizendo!".

Acho também vergonhosa a atuação da imprensa, da revista VEJA mais especificamente, se realmente mudou as palavras da nossa miss para fazer "gracinha".

É isso. Vamos ver o que vai acontecer no sábado. Beleza e carisma a Miss Brasil tem. Falta saber se os fatores extras que já conhecemos serão mais fortes que as qualidades da nossa miss. Tomara que não.

[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]


Forum timezone: GMT-4
VF Version: 3.00b, ConfDB:
Before posting please read our privacy policy.
VoyForums(tm) is a Free Service from Voyager Info-Systems.
Copyright © 1998-2019 Voyager Info-Systems. All Rights Reserved.