VoyForums
[ Show ]
Support VoyForums
[ Shrink ]
VoyForums Announcement: Programming and providing support for this service has been a labor of love since 1997. We are one of the few services online who values our users' privacy, and have never sold your information. We have even fought hard to defend your privacy in legal cases; however, we've done it with almost no financial support -- paying out of pocket to continue providing the service. Due to the issues imposed on us by advertisers, we also stopped hosting most ads on the forums many years ago. We hope you appreciate our efforts.

Show your support by donating any amount. (Note: We are still technically a for-profit company, so your contribution is not tax-deductible.) PayPal Acct: Feedback:

Donate to VoyForums (PayPal):

Login ] [ Main index ] [ Post a new message ] [ Search | Check update time | Archives: 12[3]45678 ]


[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]

Date Posted: 18:24:54 01/17/03 Fri
Author: Júnior-SP
Subject: MISS BRASIL 1961

Olá!!!

Meu nome é Júnior, e sempre que posso venho ao MBMB para saber o que acontece no mundo dos concursos de beleza.

Creio que todos aqui têm suas misses preferidas, suas opiniões de injustiça,etc. Venho portanto falar de uma Miss Brasil, que hoje é pouco lembrada e pouco apreciada nos fóruns, mas que segundo a imprensa da época, atraiu todas as atenções. Ela é Stael Abelha ( com trema no E).

Em 1960, Stael, então , com 18 anos foi candidata ao Miss Belo Horizonte, mas perdeu. Porém foi um páreo duro. Semanas antes do Miss Brasil 1960, quando a revista O Cruzeiro mostrava as candidatas de todos os estados, publicava que a miss MG seria Mercedes Elizabeth del Carmen, que aliás tinha uma elegância extrema.

Stael não foi esquecida e no mesmo ano posou como modelo para um ensaio na revista O Cruzeiro. E como persistiu, conquistou o título de Miss MG- 61.

Bem, é aí que tudo realmente começa , pois Stael chegou bem calada e discreta ao concurso de Miss Brasil 1961, porém surpreendeu :Venceu. Diga-se de passagem foi uma vitória incrível, pois , segundo a revista O Cruzeiro :



“Vinte e cinco mil juízes, no Maracanãzinho, elegeram a mineira Stael Miss Brasil-61. Pela primeira vez na história deste concurso houve unanimidade de opinião. Foi uma vitória alterosa.”

E mais:

“Stael venceu por aclamacão !

Beleza mineira de olhos castanhos tem hoje o título de a mais bela brasileira, pelo voto dos 13 juízes e do público que lotou o Maracanãzinho, na maior e mais elegante noite da história do Miss Brasil.”

“Foi o Maior Miss Brasil da história do concurso. Dentro do Maracanãnzinho, 25 mil consciências julgadoras. Por fora centenas de pessoas que pagaram seus ingressos mas por motivos desconhecidos não puderam ver as misses...O termômetro de 19 graus não esfriou o entusiasmo das torcidas.”

“As mais aplaudidas foram as Misses GB, Minas (mais que todas), RN, PA, PE,RS e BA. Pela primeira vez, no episódio anual do Miss Brasil, não houve vaia para os jurados.”

Dessa forma é fácil notar que foi uma vitória diferente, pois o público que acompanhava o evento não vaiou a decisão dos juízes, ao contrário, aplaudiu a decisão do júri pela primeira vez.

Paralelamente, é delicioso notar, ainda em O Cruzeiro, como o concurso era importante para a sociedade brasileira:

“Cronometramos 5 horas entre as belezas e o julgamento. A cada minuto um fato novo. O Presidente Jânio Quadros telefonou para Miss Mato Grosso, desejando-lhe boa sorte. JK seria um dos 13 jurados se tivesse chegado à mesa 22. Mas lá estavam Márcia, Maristela, Sérgio Paes de Almeida , Rodrigo Lucas Lopes e tia Stela Kubitscheck. Meia- noite, Maristela recebeu de Rodrigo aliança no anelar direito.”

Amigos, que festa nacional! Tenho saudades de um tempo que nem vivi.

Voltando a Stael, foi apoiada por todo o público brasileiro. Sua chegada em Belo Horizonte foi triunfal. 100 mil pessoas se acotovelavam nas ruas, o ponto foi facultativo naquele dia, recebeu a chave da cidade.Na maior vitrine da Mesbla, posou de cetro, manto e coroa por 10 minutos, enquanto o público se espremia para vê-la. O vidro chegou a estalar. O Cruzeiro ressaltou:

“As ruas de Belo Horizonte foram a segunda passarela no caminho de sucessos da mineirinha de Caratinga.”

Mas, este reino encantado se abalou quando nas vésperas do concurso Stael, chorando e bem mais magra, anunciava sua desistência do título de Miss Brasil e do concurso de Miss Universo. O motivo seria o ciúme do namorado, o deputado Múcio de Athaíde. Alda Coutinho, terceira colocada, passou a madrugada se preparando para seguir para Miami. Porém, depois de muito consolo e a promessa de Múcio que a encontraria em Miami, Stael,seguiu triste e abatida para o Miss Universo-61.

Todos estes fatos, penso eu, a tornam a Miss Brasil mais polêmica da época. E me tornei fã imediato dela. Seu jeito doce,simples, sem deixar de ser elegante, os acontecimentos da época,enfim, tudo isso me encanta...

Há algum tempo assisti ao Miss Universo-61 e pude ver juntamente com a cobertura impressa, que uma grande injustiça foi feita... Volto a dizer , esta é minha opinião.

Sobre sua participação no Miss Universo, logo escreverei. Lá também, ela era unanimidade de público e imprensa. Pena que o júri não concordou.

Abraço imenso aos amigos: Beto, Arthur, João Ricardo,Sandra, Marcos e Cezar.Saudades de vocês.


[ Post a Reply to This Message ]



Replies: