VoyForums
[ Show ]
Support VoyForums
[ Shrink ]
VoyForums Announcement: Programming and providing support for this service has been a labor of love since 1997. We are one of the few services online who values our users' privacy, and have never sold your information. We have even fought hard to defend your privacy in legal cases; however, we've done it with almost no financial support -- paying out of pocket to continue providing the service. Due to the issues imposed on us by advertisers, we also stopped hosting most ads on the forums many years ago. We hope you appreciate our efforts.

Show your support by donating any amount. (Note: We are still technically a for-profit company, so your contribution is not tax-deductible.) PayPal Acct: Feedback:

Donate to VoyForums (PayPal):

12/12/19 8:18:07Login ] [ Contact Forum Admin ] [ Main index ] [ Post a new message ] [ Search | Check update time | Archives: 123[4]56789 ]
Subject: François Bayrou recusa aliança eleitoral com PS


Author:
L. N.
[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]
Date Posted: 13/06/07 17:42:04
In reply to: Fernando Penim Redondo 's message, "França e Itália e a Renovação Comunista - Uma análise retrospectiva" on 13/06/07 0:27:23

François Bayrou recusa aliança eleitoral com PS



O centrista François Bayrou, que lidera o Movimento Democrático (MoDem), recusou ontem dar indicação de voto para a segunda volta das legislativas francesas. Esta foi a reacção à iniciativa da candidata presidencial Ségolène Royal, que lhe telefonou pedindo para que juntasse as suas forças às dos socialistas. A proposta, feita à revelia da direcção do partido (dirigido pelo marido da candidata, François Hollande), está a provocar forte embaraço no PS.

Bayrou ficou em terceiro lugar nas presidenciais, com 18,5%, o equivalente a mais de 7 milhões de votos. No entanto, o seu novo partido, que resulta da divisão da UDF, está a lutar pela sobrevivência, fruto do sistema eleitoral. À primeira vista, o MoDem obteve um bom resultado na primeira volta: 7,6%. Mas a realidade parlamentar será bem mais desfavorável. Na melhor das hipóteses, elegerá 4 deputados, o que nem chega para formar grupo parlamentar.

Ontem, Bayrou optou por manter a distância em relação aos dois maiores partidos: "Não quero entrar nesse tipo de mecanismo", explicou o dirigente centrista, cujo tema nuclear tem sido o combate a um sistema que dá origem a regateio de lugares e trocas de votos entre partidos. Para a segunda volta, os eleitores do MoDem poderão ser decisivos em muitas lutas esquerda-direita.

Tudo indica que a UMP do presidente Nicolas Sarkozy conseguirá uma esmagadora maioria. O conflito interno no PS, transformado numa rivalidade entre marido e mulher, não poderá ajudar os socialistas, que tiveram 24% na primeira volta, elegendo entre 60 a 170 deputados (em 577). O conflito entre Ségolène e Hollande tem a ver com estratégia, pois a candidata presidencial quer suceder ao marido na liderança do partido, para se candidatar de novo ao Eliseu, em 2012. | -

[ Next Thread | Previous Thread | Next Message | Previous Message ]

Replies:
Subject Author Date
José Saramago acusa esquerda actual de ser estúpidaInformativo13/06/07 20:38:46


Post a message:
This forum requires an account to post.
[ Create Account ]
[ Login ]
[ Contact Forum Admin ]


Forum timezone: GMT+0
VF Version: 3.00b, ConfDB:
Before posting please read our privacy policy.
VoyForums(tm) is a Free Service from Voyager Info-Systems.
Copyright © 1998-2019 Voyager Info-Systems. All Rights Reserved.